terça-feira, 4 de agosto de 2009

Quem é o meu próximo?


(Lc 10, 25-37)

25 Então, levantou-se um doutor da Lei, que Lhe disse para O experimentar: "Mestre, que devo eu fazer para alcançar a vida eterna?" 26 Jesus respondeu-lhe: "O que é que está escrito na Lei? Como lês tu?" 27 Ele respondeu: "Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma, com todas as tuas forças e com todo o teu entendimento, e o teu próximo como a ti mesmo." 28 Jesus disse- lhe: "Respondeste bem: faze isso e viverás." 29 Mas ele, querendo justificar-se, disse a Jesus: "E quem é o meu próximo?". 30 Jesus, retomando a palavra, disse: "Um homem descia de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos ladrões que o despojaram, o espancaram e retiraram-se, deixando-o meio morto. 31 Ora aconteceu que descia pelo mesmo caminho um sacerdote que, quando o viu, passou de largo. 32 Igualmente um levita, chegando perto daquele lugar e vendo-o, passou adiante. 33 Um samaritano, porém, que ia de viagem, chegou perto dele e, quando o viu, encheu-se de compaixão. 34 Aproximou-se dele, ligou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho; e, pondo-o sobre o seu jumento, levou-o a uma estalagem e cuidou dele. 35 No dia seguinte tirou dois denários, deu-os ao estalajadeiro e disse-lhe: "Cuida dele; quanto gastares a mais, eu to pagarei quando voltar. 36 Qual destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões? 37 Ele respondeu: "O que usou de misericórdia com ele." Então Jesus disse-lhe: "Vai e faze tu o mesmo."

A Lei mandava amar o próximo como a si mesmo. Os judeus, porém, limitavam o conceito de próximo, de forma a restringir essa importante obrigação. Jesus vem dar o verdadeiro sentido a Lei.

I – Principal objetivo para refletirmos hoje

"O carro enguiçou, acabou a energia elétrica, os bancos entraram em greve, foi lançado um novo tipo de software, afinal a ciência encontrou a substância preventiva contra o câncer"... e, se tempo e espaço houvesse, eu poderia encher páginas e páginas com os assuntos que no mundo atual absorvem exageradamente a atenção da humanidade. Vivemos centrados em nós mesmos; nossas dívidas, em como manter os nossos luxos, nossos prazeres e confortos que muitas das vezes são desnecessários. A cada dia que passa caminhamos mais e mais ansiosos em ter uma vida confortável segundo o padrão exigido pela sociedade e esquecemos de dar pão a quem tem fome, agasalhos a quem tem frio e teto a quem vive no relento. Oras, mas quem se importa? Nós servimos ao Senhor, O adoramos, oramos e jejuamos, Aleluia! A igreja atual nada difere do povo hipócrita do tempo de Isaías, que lamentavam o fato do Senhor não atender as vossas preces, Deus porém lhes disse:

Isaías 58. 6-7 Porventura não é este o jejum que escolhi...que repartas o pão com o faminto e recolhas em casa os pobres derrotados? E vendo o nu, o cubras e não te escondas daquele que é tua carne?

Não bastasse isso, assusta-me o fato de algumas “igrejas”, se é que podem ser chamadas de igrejas, procederem de uma forma tão egoísta e egocêntrica como o restante da humanidade, deixando o amor se esfriar, e contrariando muitas das vezes princípios elementares da fé cristã.

Vejamos o que diz a Palavra: Trazei todos os dízimos á casa do Tesouro para que possamos encher o bolso dos Pregadores e Cantores??? Não! Para que aja mantimento!!!

Fico profundamente entristecida com o fato de que tais cantores cobram uma verdadeira fortuna pra "ministrar" nas igrejas o louvor. Confesso que tal fato é absolutamente revoltante! Tem gente, cobrando 2, 3 até 10 mil Reais por "ministração"! Ora, isso é uma verdadeira aberração! Em um país de gente miserável e pobre, a igreja em vez de saciar a fome daqueles que anseiam por justiça e COMIDA, comercializa a fé? Para piorar a coisa, já existem pastores cobrando para pregar o Evangelho da Salvação eterna. E eu pergunto a você caro leitor, que Evangelho é esse? Que amor é esse que pregamos e não vivemos? E como podemos olhar para o céu, levantar as nossas mãos e dizer: Senhor eu te amo; se não amamos o nosso próximo?

1João 4.20 Se alguém diz: Eu amo a Deus, e não ama a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?

Pra terminar essa reflexão eu gostaria de deixar aqui um pensamento do Padre Fábio de Melo; que nós venhamos não só falar do amor, mais também o praticar assim como o nosso Mestre Jesus fez!

“Você sabe que alguém o ama não pelo que ele fala, mas pelo que faz. O amor não sobrevive de teorias. Não adianta falar para o seu próximo que o ama se seus gestos não correspondem a esse amor. Palavras sem gestos não edificam”.

Padre Fábio de Melo

Pensem nisso!

Um abraço

A paz!

6 comentários:

  1. oi...
    obrigada pelo carinho no meu blog...faz assim monta um post fazendo tua propaganda e envia no meu email que eu divulgo.ok?
    bjooo

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog parabéns!
    Vim aqui ter convidar para um Sorteio no meu blog
    que está bombamdo e conto com vc lá beijinhos e adorei seu blog e sucesso!
    Sorteio de uma colônia da Boticária se não for pedir muito
    me segue lá beijos!

    http://brilhomenina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Amei *------------------*
    Muito lindo o texto!
    Bjão!




    http://srtatudojuntoebaguncado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. obrigada por sua visita no meu blog! adorei o seu e estou seguindo.
    bjss

    www.blogdajupenedo.com

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde! Obrigado por visitar meu blog, volte sempre,e se for minha seguidora me Avise pra que eu lhe siga tbm ;) ♥ bjs.. ótima semana,

    http://dezahoffmannmoda.blogspot.com
    @DezaHoffmann

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post
    Muito bom

    Visita: http://trendybutterfly.blogspot.com/

    ResponderExcluir